EMS Taubaté Funvic - CAMPEÃO DO BRASIL

NOTÍCIAS

EMS TAUBATÉ FUNVIC VENCE O GUARULHOS NA ABERTURA DA TEMPORADA E SOMA PRIMEIROS PONTOS NO PAULISTA
18 de setembro de 2020

Em noite de reencontro com o Abaeté e estreias no elenco, equipe taubateana faz 3 sets a 0 e começa caminhada em busca do heptacampeonato estadual com o pé direito


O clima era diferente. Ginásio do Abaeté sem torcida, um silêncio estranho, mas ao mesmo tempo o sentimento era de alegria, pois finalmente o voleibol voltou a ser atração em Taubaté. Na noite desta sexta-feira, 18 de setembro, o EMS Taubaté Funvic estreou no Campeonato Paulista Masculino de Vôlei 2020 com vitória de 3 sets a 0 sobre o Vedacit Guarulhos.


A vitória veio em um jogo de 1h13 de duração, com parciais de 25x13, 25x15 e 25x16. Com o resultado, o Taubaté soma seus primeiros três pontos na competição estadual. Atual hexacampeão paulista consecutivo (2014-2019), a equipe começa com pé direito a caminhada em busca de sua sétima conquista.


O jogo: O técnico Javier Weber, um dos estreantes da noite pelo EMS Taubaté Funvic, colocou em quadra a formação inicial com Bruno Rezende, Maurício Borges, Douglas Souza, Lucão, Maurício Souza, Gabriel Cândido e Thales como líbero. Entraram ao longo do jogo Rapha, Fabiano, João Franck, João Rafael e Fabiano.


O primeiro set começou com o EMS Taubaté Funvic pressionando bastante com o saque forçado, impondo muita pressão e levando o Vedacit Guarulhos a cometer mais erros. Com um jogo bem agressivo nos minutos iniciais, os taubateanos chegaram a abrir 7 a 2. Com a defesa trabalhando muito bem e o time todo apresentando bom volume de jogo, o Taubaté dominou o set. Javier Weber aproveitou para efetuar alterações e trabalhar outras formações ao longo do período, utilizando os levantadores Rapha e Fabiano, e o ponteiro João Franck. Aniversariante do dia, o oposto Gabriel Cândido esteve muito bem em quadra e foi um dos destaques ofensivos da equipe no primeiro set. O Taubaté fechou em 25 a 13, em 20 minutos.


O segundo set foi novamente de controle taubateano. Weber voltou com a formação que havia começado o jogo, e mantendo saque agressivo e defesa muito efetiva, os taubateanos se mantiveram à frente do placar a todo momento. Sem grandes sustos, o técnico taubateano novamente colocou em quadra Rapha, Fabiano e João Franck. Com o bloqueio também passando a ter ótima efetividade, o Taubaté impôs mais uma vez seu ritmo e encaminhou a vitória com tranquilidade por 25 a 15, em 22 minutos, fazendo 2 sets a 0.

O terceiro e último set foi de superioridade taubateana, com destaque para o trabalho defensivo e a alta efetividade no saque. Isso fez com que o Taubaté novamente controlasse todo o período, impondo pressão e mantendo vantagem confortável no placar. Weber colocou em quadra o ponteiro João Rafael, e novamente utilizou os levantadores Rapha e Fabiano, e o jovem ponteiro João Franck. Melhor em quadra, o Taubaté fechou o set em 25 a 16, vencendo a partida em 3 sets a 0.


O treinador taubateano fez análise positiva do primeiro jogo do time na temporada, e da sua estreia como comandante taubateano. “A avaliação é muito boa, sinceramente estou muito contente com a performance da equipe. Além do ponto de vista técnico e tático, que a equipe desempenhou muito bem hoje, gostei muito da postura do nosso time. Foi uma postura guerreira, agressiva. Do primeiro ao último ponto sempre focados e concentrados, e isso para mim é muito importante, e sobretudo ter visto isso já no primeiro jogo.”, comentou Weber.


O treinador taubateano também teceu elogios aos seus comandados do ponto de vista técnico na vitória de hoje. “Sobretudo no ataque, fomos muito bem. O sistema defesa/bloqueio funcionou muito bem, proporcionando a criação de muitas chances de contra-ataque. Vou embora hoje muito satisfeito.”, finalizou.


Outro estreante da noite, o levantador Bruno Rezende também gostou da apresentação taubateana e se disse muito feliz pela vitória em seu primeiro jogo oficial com a camisa do EMS Taubaté Funvic. “Sensação muito boa de poder voltar a jogar depois de mais de seis meses sem entrar em quadra. Meio estranho esse clima sem torcida, mas faz parte por enquanto. Hoje fizemos um ótimo jogo, para uma estreia a apresentação foi boa, conseguimos manter um padrão em quadra constante, sacando bem, defendendo com muita efetividade. Num todo a equipe está de parabéns, todos que estiveram em quadra deram seu melhor, e queremos mais. Vamos continuar trabalhando para melhorar sempre e seguir em busca do título”, disse o levantador.


Próximo jogo: O EMS Taubaté Funvic volta a jogar na próxima quarta-feira, 23 de setembro, quando recebe o Vôlei UM Itapetininga. Esta partida será válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista Masculino. O jogo acontece no ginásio do Abaeté, em Taubaté, e começa às 18h00. 


CAMPEONATO PAULISTA MASCULINO DE VÔLEI 2020
1ª Fase / 2ª Rodada 
EMS Taubaté Funvic 3x0 Vedacit Guarulhos
Data: 18/09/2020 (sábado)
Horário: 19h30
Local: Ginásio do Abaeté (R. Deli Tabchoury, 499 - Parque Sr. do Bonfim, Taubaté-SP)


Fotos: Renato Antunes / Agência MaxxSports

Continuar...
EMS TAUBATÉ FUNVIC ESTREIA NESTA SEXTA-FEIRA NO CAMPEONATO PAULISTA MASCULINO DE VÔLEI
17 de setembro de 2020

Em busca do heptacampeonato estadual consecutivo, equipe taubateana abre temporada 2020/21 com elenco reforçado e novo treinador diante do Vedacit Guarulhos, no ginásio do Abaeté


Chegou a hora. Depois de praticamente seis meses longe das quadras o EMS Taubaté Funvic volta a disputar um jogo oficial de voleibol. Nesta sexta-feira, 18 de setembro, a equipe faz sua primeira partida pelo Campeonato Paulista Masculino de Vôlei 2020.


A partida é válida pela segunda rodada do estadual, e será contra o Vedacit Guarulhos, às 19h30, no ginásio do Abaeté. O time taubateano folgou na primeira rodada do Campeonato Paulista, realizada no último dia 11.


A partida desta sexta-feira terá transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2.


Por conta da pandemia de COVID-19, todos os jogos do estadual estão sendo realizados sem a presença de torcida, com portões fechados. Estão sendo seguidos rigorosos protocolos de higiene e todas as normas sanitárias e de distanciamento estabelecidas pelas autoridades competentes, visando garantir a segurança de atletas, comissões técnicas e todos os profissionais envolvidos na realização das partidas.


Com várias novidades no elenco, e também no seu comando técnico, o EMS Taubaté Funvic começará a caminhada em busca de seu sétimo título paulista consecutivo. Os taubateanos conquistaram as últimas seis edições do Paulista, de 2014 a 2019.


Para o técnico Javier Weber, que fará sua estreia oficial pelo Taubaté, os dias que tem antecedido o primeiro jogo é de positividade. “A expectativa é grande, pois todos nós estávamos há muito tempo parados. Todos estão ansiosos para poder entrar em quadra e finalmente jogar, colocando em prática o que nós viemos treinando nas últimas semanas de preparação intensa.”, comentou o treinador.


“Este início de temporada também abre para nós um longo caminho que teremos de percorrer, que terminará somente lá no final de abril de 2021. E vamos firmes nessa missão de chegar em todas as finais e entregar nosso melhor dentro de quadra.”, completou Weber.


Em quadra, o torcedor também poderá conferir várias novidades. Os destaques ficam por conta dos Campeões Olímpicos Bruno Rezende, levantador, e Maurício Borges, ponteiro. Além deles, a equipe conta com outros cinco novos nomes: Bruno Biella (central), Vitor Yudi (líbero), Gabriel Cândido (oposto), João Rafael (ponteiro), João Franck (ponteiro) e Felipe Roque (oposto).


Para o ponteiro Maurício Borges, que também fará sua estreia com a camisa taubateana, a expectativa é grande para voltar aos jogos após a pandemia e a pré-temporada em sua nova casa. “Tivemos uma pré-temporada muito forte, o Javier weber e a comissão técnica fizeram um ótimo trabalho com a gente, e agora queremos colocar logo tudo isso em prática e ir ganhando mais entrosamento.”, disse o ponteiro.


Campeão Olímpico na Rio 2016 e com currículo carregado de conquistas internacionais, Borges afirma que o Taubaté não terá vida fácil no estadual 2020. “Acho que não tem muito disso de favoritismo. São cinco equipes, um campeonato de tiro curto, e se nós não fizermos nossa parte os adversários vão querer nos derrubar. Esse formato vai ser uma prova legal para o nosso time, pois teremos de impor nosso jogo sempre, jogando com intensidade, e isso será bom para nós.”, comentou.


O adversário: O Vedacit Guarulhos estreou no Campeonato Paulista Masculino de Vôlei na última sexta-feira, quando visitou o Vôlei Renata, em Campinas, e acabou derrotado por 3 sets a 0.


Regulamento: O Campeonato Paulista Masculino de Vôlei 2020 terá sua primeira fase disputada em turno único, todos contra todos. Os quatro melhores avançam para as semifinais. Os playoffs (semifinais e finais) serão disputados em sistema de dois jogos, com disputa do “Golden set” em caso de uma vitória para cada time.

CAMPEONATO PAULISTA MASCULINO DE VÔLEI 2020

1ª Fase / 2ª Rodada
EMS Taubaté Funvic x Vedacit Guarulhos
Data: 18/09/2020 (sábado)
Horário: 19h30
Local: Ginásio do Abaeté (
R. Deli Tabchoury, 499 - Parque Sr. do Bonfim, Taubaté-SP)
Transmissão: SporTV 2

Continuar...
NOTA DE FALECIMENTO
10 de setembro de 2020
O EMS Taubaté Funvic e toda a comunidade do voleibol taubateano lamentam profundamente o falecimento do sr. Sérgio, pai do ponteiro Lucarelli, ex-atleta que brilhantemente defendeu nossa equipe por cinco temporadas. Nossos sinceros sentimentos e orações em respeito a este momento de sofrimento do atleta e de toda a sua família. Força, Lucarelli. 
Continuar...
THALES FALA DO RETORNO AOS TREINOS E DAS EXPECTATIVAS PARA A TEMPORADA 2020/2021
04 de setembro de 2020

Líbero, que vai para sua quarta temporada defendendo o EMS Taubaté Funvic, comenta sobre o começo da pré-temporada e vê equipe taubateana como favorita para mais um título paulista

O início da pré-temporada no EMS Taubaté Funvic tem sido de muito suor e ralação. O elenco renovado entrou na terceira semana de trabalhos e já visa a estreia no Campeonato Paulista Masculino de Vôlei 2020, dia 18 de setembro contra o Vedacit Guarulhos, no Abaeté.

Dentre os mais antigos do elenco, está o líbero Thales, de 31 anos, que renovou seu contrato e vai para sua quarta temporada vestindo a camisa taubateana. “O sentimento é de felicidade. Fiz três boas temporadas aqui no Taubaté e fiquei muito feliz com a recepção da torcida e do povo taubateano. Minha família se adaptou muito bem à cidade, e me sinto em casa aqui. Vou com muita motivação para mais esta temporada defendendo essa camisa”, comentou Thales.

Por conta da pandemia do COVID-19, todo o mundo esportivo foi afetado, e a realidade de ficar praticamente quatro meses sem treinar ou jogar foi uma novidade para atletas como Thales, acostumado às temporadas intensas no clube, intercaladas com viagens e competições no exterior com a Seleção Brasileira. “Esse longo tempo que nós ficamos parados por causa da pandemia foi uma situação que nós não estávamos acostumados.”, destacou.

Depois das férias forçadas, o retorno aos treinos tem sido de muito trabalho duro, com enfoque especial na recuperação e preparação física neste período curto de pré-temporada que o time está tendo este ano. Mas Thales afirma estar se sentindo bem neste retorno.

“Temos treinado com bastante intensidade, buscando entender como o Weber quer o sistema de jogo e o trabalho tem sido muito bom. A pegada é forte, e precisa ser para nós estarmos devidamente preparados, já que a temporada será longa e bem desgastante.”, disse o líbero.

Thales afirma também estar feliz por finalmente poder voltar a treinar com bola, algo que também fez falta ao longo do período de isolamento em casa. “Conseguimos recuperar bem rápido essa parte técnica, fundamentos e o contato com bola. Foi realmente muito tempo longe das quadras, mas pelo menos da minha parte, por conta de estarmos no voleibol há muito tempo, em uma ou duas semanas já retomei o ritmo técnico.”, afirmou o atleta.

Tricampeão Paulista com o EMS Taubaté Funvic, Thales também comentou que vê o time taubateano como favorito a mais um título estadual. “Minha expectativa para o Paulista é que, apesar de este ano ser uma competição menor e com formato bem curto, seja um campeonato difícil. Mas nós somos favoritos, temos que lidar bem com isso, e o estadual também servirá de preparação para o restante da temporada. Precisamos trabalhar bem para entrosar todo o grupo, já que temos várias peças novas no time. E entrosamento vem com os jogos, quanto mais nós jogarmos juntos, mais o time vai ganhando corpo para a sequência da temporada”, comentou.

Sobre essa busca pelo entrosamento dentro de quadra, Thales destaca que apesar da pré-temporada enxuta e do menor número de jogos no Campeonato Paulista, o fato dele conhecer a maioria dos reforços que chegaram ao Taubaté, ajuda muito. “Como todo ano o time mantém uma base e chegam peças novas. Felizmente eu conheço a maioria dos atletas novos, por ter jogado junto na Seleção Brasileira e também em outros clubes. De qualquer forma, estamos há um bom tempo sem jogar juntos, então treinos e jogos serão o caminho para nós retomarmos essa intimidade dentro de quadra e acertar o entrosamento.”.

O Campeonato Paulista terá toda a sua realização sem a presença de público, por conta das restrições decorrentes da pandemia do COVID-19. Jogos sem torcida serão uma novidade na carreira de Thales, mas o líbero diz estar pronto para superar a falta do público.

“Eu nunca vivi essa experiência de jogar sem torcida, vai ser uma coisa nova. Mas espero que nós estejamos preparados para essa realidade. Principalmente aqui em Taubaté, onde a torcida é muito forte, sempre presente e nos apoiando muito. Infelizmente, vamos ter que nos acostumar. Tomara que logo os torcedores possam estar de volta aos ginásio, pois para nós esse apoio e energia positiva é fundamental”, finaliza.

Campeonato Paulista 2020: O EMS Taubaté Funvic estreia no estadual 2020 no dia 18 de setembro, quando recebe o Vedacit Guarulhos, no ginásio do Abaeté, às 22h00.

FOTOS: Renato Antunes / Maxx Sports Brasil

Continuar...
FPV DIVULGA TABELA OFICIAL DO CAMPEONATO PAULISTA MASCULINO DE VÔLEI 2020
02 de setembro de 2020

EMS Taubaté Funvic estreia no estadual dia 18 de setembro contra o Vedacit Guarulhos, no Abaeté. Equipe taubateana vai em busca do heptacampeonato paulista de forma consecutiva

A temporada 2020/2021 do voleibol masculino finalmente tem data para começar. A Federação Paulista de Voleyball – FPV divulgou nesta terça-feira, 1º de setembro, a tabela oficial da edição 2020 do Campeonato Paulista Masculino.

O campeonato terá sua primeira rodada em 11 de setembro. A quarta e última rodada da primeira fase será em 02 de outubro.

O time taubateano folgará na primeira rodada, e começa sua caminhada em busca do heptacampeonato no dia 18 de setembro, contra o Vedacit Guarulhos, às 22h00, no ginásio do Abaeté, em Taubaté-SP. O último jogo da primeira fase para os taubateanos será dia 02 de outubro, em casa, contra o Vôlei Renata Campinas.

Por conta da pandemia do COVID-19, está vetada a presença de público nos ginásios. Todos os jogos serão realizados com portões fechados. Serão seguidos rigidamente todos os protocolos de segurança sanitária da Federação Paulista de Volleyball.

O EMS Taubaté Funvic é o atual hexacampeão, tendo conquistado todos os seus títulos de forma consecutiva, de 2014 a 2019. Na história do Campeonato Paulista Masculino de Vôlei, que é disputado desde 1973, o Taubaté é quarto clube com mais conquistas estaduais.

Formato
O torneio terá uma configuração diferente, mais enxuta, com apenas cinco equipes: EMS Taubaté Funvic, SESI-SP, Vôlei UM Itapetininga, Vôlei Renata Campinas e Vedacit Vôlei Guarulhos.

As equipes farão turno único na fase classificatória, totalizando quatro rodadas. Nas semifinais serão dois jogos, com definição no Golden Set (set extra jogado em caso empate após o segundo jogo).  A final também será em dois jogos com Golden Set, quando serão conhecidos os campeões da temporada 2020.

Transmissão
O Campeonato Paulista Masculino de Vôlei terá transmissão pelo SporTV na TV fechada. Pela internet, a competição terá transmissão da plataforma TV Nsports. A grade de transmissão ainda será divulgada pelas respectivas emissoras.


Tabela da fase de classificação:
1ª rodada
11/09 – 18h00: Vôlei Renata Campinas x Vedacit Guarulhos, no Taquaral em Campinas
11/09 – 21h30: SESI-SP x Vôlei UM Itapetininga, na Vila Leopoldina em São Paulo

2ª rodada
18/09 – 18h00: Vôlei Renata Campinas x Vôlei UM Itapetininga, no Taquaral em Campinas
18/09 – 22h00: EMS Taubaté Funvic x Vedacit Guarulhos, no Abaeté em Taubaté

3ª rodada
23/09 – 18h00: EMS Taubaté Funvic x Vôlei UM Itapetininga, no Abaeté em Taubaté
23/09 – 18h00: Vôlei Renata Campinas x SESI-SP, no Taquaral em Campinas

4ª rodada
25/09 – 19h00: Vedacit Guarulhos x Vôlei UM Itapetininga, na Ponte Grande
26/09 – 21h30: Sesi x EMS/Taubaté, na Vila Leopoldina em São Paulo

5ª rodada
02/10 – 19h00: Vedacit Guarulhos x SESI-SP, na Ponte Grande em Guarulhos
02/10 – 21h30: EMS Taubaté Funvic x Vôlei Renata Campinas, no Abaeté em Taubaté

*Datas, horários e locais de jogos podem sofrer alteração de acordo com as necessidades dos clubes, da FPV ou das emissoras que transmitirão a competição.

Fotos: Renato Antunes / Maxx Sports Brasil


Continuar...
CBV e GOL renovam parceira por mais dois anos
26 de agosto de 2020

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou nesta terça-feira, 25/08, que renovou seu contrato com a empresa aérea GOL por mais dois anos, mantendo assim a parceria entre a entidade e a operadora. 

O diretor executivo da CBV, Radamés Lattari, fez questão de enaltecer a importância do contrato para o voleibol brasileiro em um momento que o mundo sofre com a pandemia da COVID-19. Segundo o dirigente, esse acordo é fundamental para a continuidade do sucesso do voleibol brasileiro.

\\\"A parceria com a GOL é de grande importância para o desenvolvimento do voleibol brasileiro. Estamos vivendo um momento complicado em todo o mundo e seguir contando com essa parceria para enfrentar os efeitos da pandemia nos deixa confiantes.  A GOL é a transportadora das nossas seleções de quadra, praia, atletas dos campeonatos brasileiros de base, da Superliga, Superliga B, todo o staff da CBV, enfim, muitas pessoas que fazem o voleibol brasileiro acontecer no Brasil e até no exterior. A GOL sempre foi fundamental para o sucesso desse trabalho\\\", disse Radamés Lattari.

Os clubes da Superliga têm o apoio da GOL para deslocamentos aéreos durante a competição. A Superliga Masculina Banco do Brasil 2020/2021 está prevista para começar em outubro. A tabela da competição ainda não foi definida.

*Informações da assessoria de imprensa da CBV

Fotos: Arquivo / Maxx Sports Brasil

Continuar...
ATLETAS E TÉCNICO DO EMS TAUBATÉ FUNVIC PARTICIPAM DE BATE PAPO COM ALUNOS DA EAFI
19 de agosto de 2020

Rapha, Douglas Souza, Bruno Rezende e técnico Javier Weber participaram do projeto “Jogando Junto” e trocaram experiências com os alunos da Escola de Atletas e Formação Integral de Taubaté

Na tarde desta quarta-feira, 19 de agosto, quatro integrantes do time EMS Taubaté Funvic participaram de um bate-papo virtual incrível com alunos da Escola de Atletas e Formação Integral – EAFI, de Taubaté, como parte do projeto Jogando Junto.

O projeto tem como objetivo integrar os atletas de alto nível das diversas equipes esportivas da cidade de Taubaté às crianças e adolescentes da rede pública de ensino, para gerar vivências, passando experiências para os mais jovens, e mostrando como o esporte pode gerar grandes oportunidades em suas vidas.

Por conta da pandemia, o encontro desta quarta-feira entre os atletas e as crianças se deu de forma virtual, por meio da plataforma Zoom.

O levantador e capitão Rapha, o ponteiro Douglas Souza, o novo levantador Bruno Rezende e o treinador Javier Weber conversaram por videoconferência com a garotada, e puderam contar sobre suas carreiras, as experiências dentro e fora de quadra e passaram suas vivências no esporte para os alunos-atletas taubateanos.

Os alunos puderam interagir com os entrevistados, enviando perguntas variadas, que passaram por questões como o início de cada um deles no vôlei, os jogos mais difíceis da carreira, experiências fora do Brasil, como se manter motivado em meio à pandemia, manias pré-jogo, expectativa para a temporada, dentre outras dúvidas e curiosidades.

Desse bate-papo descontraído, os alunos souberam, por exemplo, que o técnico Javier Weber também jogou futebol e foi goleiro das categorias de base do River Plate, na Argentina. Mas resolveu escolher o voleibol. Outra curiosidade que chamou a atenção foi a de que o levantador Bruno Rezende jogou badminton de forma competitiva por seis anos antes de se engajar no vôlei.  

Os entrevistados destacaram também para os alunos a importância de conciliar os estudos com o esporte, o que segundo experiências deles próprios, é perfeitamente possível. “A carreira do jogador de voleibol não é longa, então a necessidade de se dedicar aos estudos, e se dedicar à formação é de enorme importância para garantir o futuro pós-profissionalismo”, comentou o levantador Bruno.

O capitão Rapha, que é o Embaixador da EAFI, frisou a importância da formação esportiva e moral que o projeto como a Escola de Atletas de Taubaté, e do papel dos professores e técnicos na vida dos jovens. “É muito bonito e gratificante ser um campeão na vida, então o grande legado de projetos que formam cidadãos é esse. De tantos técnicos que eu já tive na minha carreira, e todos eles de enorme capacidade e com títulos, os que eu mais guardo na memória são os meus professores da época de escola, que me motivaram e me ensinaram lições de vida que eu carrego até hoje”, comentou o levantador que é o atleta há mais tempo no EMS Taubaté Funvic.

Sobre a EAFI

O Programa Escola de Atletas e Formação Integral (EAFI) é destinado para alunos regularmente matriculados nas escolas da Rede Municipal de Ensino para prática de modalidades esportivas olímpicas como: handebol masculino, atletismo feminino e masculino, judô feminino e masculino, basquete feminino, tênis feminino e masculino, voleibol feminino e masculino. E outras modalidades não olímpicas, como futsal masculino e feminino, além de esportes que possuem equipes profissionais ou encontram-se em fase de montagem de equipes.

O Programa Escola de Atletas e Formação Integral (EAFI) abrange também a inclusão socioeducativa, a formação de equipes de base dos times profissionais da cidade, e a integração entre famílias, comunidade e escola, com vistas a proporcionar o desenvolvimento integral dos alunos enquanto cidadãos. 

Continuar...
EMS Taubaté Funvic realizou coletiva de imprensa sobre temporada 2020/2021
14 de agosto de 2020

Jornalistas entrevistaram o novo técnico Javier Weber, os levantadores Rapha e Bruno Rezende, o médico do clube Dr. Alexandre Paiva e Ortiz Júnior, Prefeito de Taubaté

O EMS Taubaté Funvic atendeu a imprensa na manhã desta sexta-feira, 14 de agosto, em uma entrevista coletiva virtual, que também foi transmitida ao vivo para todo o público por meio da página do time no Facebook.

Participaram como convidados o Prefeito de Taubaté, Ortiz Júnior; Rapha, capitão e atleta há mais tempo na equipe, indo para sua 7ª temporada; Bruno Rezende, levantador e um dos reforços do novo elenco; e o Dr. Alexandre Paiva, médico do clube.

Novo comandante do EMS Taubaté Funvic, Javier Weber destacou que seu retorno ao voleibol brasileiro está cercado de boas expectativas com a equipe taubateana, apesar das dificuldades da pandemia e do início de temporada tardio.

“Realmente toda a condição imposta pela pandemia nos atrasou muito. Estamos desenvolvendo um trabalho muito cuidadoso de recuperação e preparação do elenco, zelando também, claro, pela saúde e segurança dos atletas.”, destacou.

O novo treinador afirmou ainda que tem um estilo de trabalho que visa muito a intensidade, e que isso é uma necessidade do voleibol atual. “Aquilo que você faz no seu dia a dia de treinamento é o que vai apresentar na quadra. Se treinar com intensidade, vai jogar com intensidade o tempo todo, e é isso que eu quero, sempre.”, disse.

O levantador Bruno Rezende, um dos reforços do EMS Taubaté Funvic para a temporada, também atendeu os jornalistas e destacou sua alegria em retornar ao voleibol brasileiro após três temporadas na Itália, e justamente em um clube do porte do Taubaté, que tem enorme envolvimento também com a comunidade em diversas formas.

Questionado sobre o impacto da pandemia na temporada nacional e internacional da modalidade, ele comentou: “Acredito que as decisões no Brasil e no mundo de paralisar o Vôlei foram acertadas. Inclusive as competições de seleções, era inviável seguir em frente e realizar os torneios. Temos agora um esboço de calendário, e com isso nossa comissão técnica tem montado um trabalho específico de recuperação para nós. Não é fácil, muitos ficaram até quatro meses sem tocar na bola. Isso afeta diretamente nosso rendimento em quadra e o retorno se torna até arriscado em termos físicos. Mas acredito que da forma como as coisas tem caminhado, nós teremos um tempo hábil para chegar no momento de estrear com um bom condicionamento físico e tecnicamente recuperados também”, disse o levantador.

O capitão Rapha, mais experiente do elenco e atleta há mais tempo no clube, falou sobre as expectativas de defender o EMS Taubaté Funvic por mais uma temporada, do sentimento estranho de não ter o apoio da apaixonada torcida taubateana nos primeiros meses da temporada, e destacou ainda as mudanças positivas que a chegada do técnico Javier Weber deve trazer para o time.

“Creio que a chegada dele vai somar muito ao nosso time, acrescentando essas características bem marcantes do voleibol argentino, de volume de jogo e de defesa forte, cobertura e passe. Temos muito a ganhar com a chegada do Weber, será uma temporada muito produtiva e de aprendizado.”, destacou o levantador.

O médico do EMS Taubaté Funvic, Dr. Alexandre Paiva, também participou da coletiva, explicando todos os protocolos seguidos pela equipe para a retomada de treinamentos por conta do COVID.

“Estabelecemos a nossa ação por meio de protocolos. Já tínhamos aprontado esse protocolo antes da chegada dos atletas, contendo todas as medidas que devem ser seguidas de acordo com o que as autoridades sanitárias determinaram para a volta das atividades esportivas. Dessa forma, queremos fazer com que tenhamos o máximo de segurança possível durante o nosso retorno. Isso vem sendo estabelecido por protocolos e testagens, que são feitas periodicamente em atletas, comissão técnica e todo os envolvidos no dia a dia dos treinamentos.”, destacou Dr. Alexandre Paiva.

O EMS Taubaté Funvic inicia na próxima semana os treinamentos coletivos visando a temporada 2020/2021, respeitando as regras sanitárias e restrições determinadas pelos decretos estadual e municipal relativos à pandemia.

O calendário de competições ainda não está definido em detalhes. O primeiro compromisso da equipe será o Campeonato Paulista, que está programado para começar em setembro. A Federação Paulista de Voleibol deve divulgar nos próximos dias a tabela oficial do estadual.

Na sequência, a equipe terá a Superliga, ainda sem data definida para começar pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

O EMS Taubaté Funvic disputará ainda a Supercopa, a Super Taça Banco do Brasil (torneio que será uma das novidades da temporada) e o Campeonato Sul-Americano de Clubes. Estas três competições ainda terão suas datas definidas.

Elenco temporada 2020/2021:
Levantadores: Rapha, Bruno Rezende e Fabiano Souza
Ponteiros: Douglas Souza, Maurício Borges, João Rafael e João Franck.
Centrais: Lucão, Maurício Souza, Riad e Bruno Biella.
Opostos: Felipe Roque e Gabriel Cândido
Líberos: Thales e Vitor Yudi

COMISSÃO TÉCNICA
Técnico: Javier Weber
Assistente Técnico: Maurício Thomas
Supervisor/Assitente Técnico: Giuliano Ribas
Preparador Físico: Renato Sérgio Bacchi
Preparador Físico: Jaime Lansini
Fisiologista: Tiago Fukugauti
Fisioterapeuta: Miguel Ambrósio
Fisioterapeuta 2: Maicon Douglas
Analista de Desempenho: Alexandre Leal
Massoterapeuta: Kleeva Albuquerque
Auxiliar de quadra: José Carlos Vieira (Branco)
Auxiliar de treinamentos: Davidson  Lampariello
Nutricionista: Daniela Squarcini
Administrativo: Rafael Oliveira
Gerente: Ricardo Navajas

FOTOS: Renato Antunes / Maxx Sports Brasil

Continuar...
EMS Taubaté Funvic define elenco para a temporada 2020/2021 do voleibol
12 de agosto de 2020

Equipe terá o argentino Javier Weber como novo técnico e trouxe oito novos atletas, entre eles os campeões olímpicos Bruno Rezende e Maurício Borges

O EMS Taubaté Funvic está preparando a sua retomada dos trabalhos visando a temporada 2020/2021 do voleibol, e definiu seu elenco. A equipe que terminou a temporada 2019/2020 com os títulos do Campeonato Paulista e da Supercopa, além de ter sido o melhor time da última Superliga, terá um grupo renovado.

Ao todo serão oito atletas que chegam para vestir a camisa taubateana. À beira da quadra, o time terá um novo comandante: Javier Weber, de 54 anos. O treinador argentino trabalhou na última temporada no Bolivar Voley, da Argentina, e volta ao voleibol brasileiro para assumir o EMS Taubaté Funvic.

Quando ainda atuava como atleta, Javier Weber era levantador e obteve conquistas importantes. Como jogador, foi bicampeão da Superliga atuando pela extinta equipe da Ulbra-RS, nas temporadas 1997/1998 e 1998/1999. Ele também levantou a taça da principal competição nacional como técnico. Comandando a Unisul, de Santa Catarina, foi campeão na temporada 2003/2004. 

Por seu país, Weber ganhou como atleta a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Seul 1988 e o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Mar Del Plata 1995. Disputou também as Olimpíadas de Sydney 2000.

Já como técnico, Weber dirigiu a Argentina entre 2008 e 2013 e seus dois melhores resultados foram o quinto lugar nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e a medalha de bronze no Pan-Americano de Guadalajara 2011.

Elenco renovado
Dentro de quadra, Javier Weber terá sob seu comando um time que terá oito novidades, além de sete jogadores que continuam no clube.

Remanescentes: A lista dos que renovaram seus contratos ou ainda tinham contrato em vigência conta com Douglas Souza (ponteiro), Lucão (central), Riad (central), Maurício Souza (central), Rapha (levantador), Fabiano (levantador) e Thales (líbero).

Novidades:
- Bruno Rezende (levantador / 33 anos / 1,90m):
Atleta chega ao EMS Taubaté Funvic após jogar as últimas três temporadas no voleibol italiano. Levantador e capitão da Seleção Brasileira, dentre os muitos títulos conquistados com o time nacional, destaca-se o Ouro Olímpico na Rio 2016. Atuando no Brasil, foram seis conquistas da Superliga masculina. Em solo italiano, conquistou sete títulos no total, entre títulos nacionais, um europeu e um mundial de clubes.

- Maurício Borges (ponteiro / 31 anos / 2,00m): Fez parte do elenco Campeão Olímpico na Rio 2016, e na última temporada defendeu o SESC-RJ. Chega com um currículo de respeito, incluindo duas conquistas da Superliga. Com a camisa da Seleção Brasileira foram diversos títulos nas categorias de base, e no time adulto destaque para a medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Copa do Mundo 2019, o Ouro nos Jogos Pan Americanos de Guadalajara 2011, a Liga Mundial de 2010 e a Copa dos Campeões de 2013.

- Felipe Roque (oposto / 23 anos / 2,12m): Um dos destaques na última Superliga atuando pelo Fiat/Minas, o jovem oposto tem sido presença constante nas convocações de Renan Dal Zotto para a Seleção Brasileira. Ele esteve nas conquistas da Copa do Mundo, do Campeonato Sul-Americano e da medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, todas em 2019.

- João Rafael (ponteiro / 27 anos / 1,93m): Defendeu o Tours Volley Ball, da França, na última temporada. Também teve passagens pelo voleibol da Itália, onde defendeu o Pallavolo Molfetta e o Argos Voley/Sora. No Brasil, o atleta ganhou destaque nacional quando defendeu o Minas Tênis Clube. O ponteiro também jogou pelo SESC-RJ. Dentre suas passagens pela Seleção Brasileira, destaque para a conquista da medalha de Prata nos Jogos Pan Americanos de Toronto 2015, no Canadá.

- Gabriel Cândido (oposto / 23anos / 1,98m): Destaque do Vôlei UM Itapetininga (SP) na última Superliga, o jovem oposto chega como um dos reforços para a posição no EMS Taubaté Funvic. O atleta já havia defendido também o Corinthians/Guarulhos, Lavras, São Bernardo e o São Caetano.

- Bruno Biella (central / 21 anos / 2,04m): Destaque no jovem time do Vôlei Ribeirão na última temporada, Biella chega ao EMS Taubaté Funvic para compor o forte grupo de centrais. Seus clubes anteriores ao Ribeirão foram Santo André (SP), Vôlei Mogi (SP), Associação de Voleibol Mauá (SP) e Centro Olímpico (SP).

- Vitor Yudi (ponteiro e líbero / 21 anos / 1,87m): Defendeu o Uberlândia (MG) na última temporada, tendo se destacado na disputa da Superliga B. Tem passagens pela Seleção Brasileira nas categorias de base. Um dos mais novos do elenco, ele poderá atuar como líbero ou como ponteiro.

- João Franck (ponteiro / 21 anos / 2,03m): Mais um destaque da nova geração do voleibol brasileiro, João chega para integrar o elenco depois de ter defendido o Vôlei UM Itapetininga na última edição da Superliga. Ele também teve passagem pelo Fiat/Minas (MG).

Elenco para a temporada 2020/2021:

Quem permanece
Douglas Souza (ponteiro)
Lucão (central)
Maurício Souza (central)
Riad (central)
Rapha (levantador)
Thales (líbero)
Fabiano Souza (levantador)

Quem chega
Javier Weber (técnico)
Bruno Rezende (levantador)
Maurício Borges (ponteiro)
Felipe Roque (oposto)
João Rafael (ponteiro)
Gabriel Candido (oposto)
Bruno Biella (central)
Vitor Yudi (ponteiro)
João Franck (ponteiro)

COMISSÃO TÉCNICA
Técnico: Javier Weber
Assistente Técnico: Maurício Thomas
Supervisor/Assitente Técnico: Giuliano Ribas
Preparador Físico: Renato Sérgio Bacchi
Preparador Físico: Jaime Lansini
Fisiologista: Tiago Fukugauti
Fisioterapeuta: Miguel Ambrósio
Fisioterapeuta 2: Maicon Douglas
Analista de Desempenho: Alexandre Leal
Massoterapeuta: Kleeva Albuquerque
Auxiliar de quadra: José Carlos Vieira (Branco)
Auxiliar de treinamentos: Davidson  Lampariello
Nutricionista: Daniela Squarcini
Administrativo: Rafael Oliveira
Gerente: Ricardo Navajas

Fotos: Renato Antunes / Maxx Sports Brasil

Continuar...
Douglas Souza vai para terceira temporada no EMS Taubaté Funvic e quer mais títulos
10 de julho de 2020

Jovem ponteiro passou de promessa à realidade do voleibol nacional atuando pelo Taubaté, e hoje é um dos principais atletas da posição em atividade no Brasil

Aos 24 anos de idade, Douglas Souza se prepara para disputar sua terceira temporada como jogador do EMS Taubaté Funvic. Apesar da pouca idade, sua ascensão dentro do voleibol nacional teve um impulso grande nas últimas duas temporadas quando passou a vestir a camisa taubateana, e ajudou o time a conquistar títulos.

Voltando até 2016, o bem mais jovem Douglas Souza teve o privilégio de integrar a seleção brasileira que conquistou o Ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Depois disso, as atenções para o ponteiro passaram a crescer ainda mais.

Douglas chegou a Taubaté no início da temporada 2018/2019 como um dos reforços. Já com o título Olímpico no currículo, o atleta desembarcou no Abaeté gerando bastante expectativa, já que havia sido também destaque na seleção brasileira no Campeonato Mundial de 2018, quando o Brasil terminou com o vice-campeonato. E não decepcionou. Conquistou o título Paulista de 2019, e no ano seguinte foi peça muito importante na conquista inédita da Superliga 2018/2019.

“Foi uma conquista muito especial pelas dificuldades que passamos dentro e fora da quadra. Foi minha primeira temporada aqui e já com o título inédito para a cidade. Foi muito gratificante poder ter ajudado naquela Superliga. Para mim esse título também foi histórico, pois foi minha primeira conquista de Superliga.”, comenta Douglas.

Na sequência, Douglas Souza ainda levantou os títulos de Campeão Paulista 2019, Campeão da Supercopa 2019, e ajudou a equipe a garantir a primeira colocação final na Superliga 2019/2020, que precisou ser encerrada de maneira antecipada por conta da pandemia do Covid. O resultado garantiu o time taubateano no próximo Campeonato Sulamericano de Clubes, em 2021.

Nesta última edição da Superliga, Douglas terminou como terceiro maior pontuador do EMS Taubaté Funvic.

Bem ambientado em Taubaté, e já se destacando como peça importante da equipe, Douglas se manteve sempre como figura decisiva dentro de quadra e sua imagem perante a torcida taubateana é das melhores. “A torcida do Taubaté é simplesmente sensacional. Vemos torcedores do Taubaté que viajam longe, até para outros estados para ver nossos jogos, isso é espetacular, então é uma torcida diferenciada sim, que joga junto com o time.”, comenta o ponteiro.

Após longos meses de férias forçadas pela pandemia, Douglas Souza se prepara para iniciar sua terceira temporada vestindo a camisa do Taubaté. Como consequência da reformulação natural da equipe para a próxima temporada, o ponteiro ganha ainda mais importância na equipe, e tem tudo para ser um dos destaques taubateanos na temporada que virá pela frente.

“Estou muito feliz de defender o EMS Taubaté Funvic. Vou para minha terceira temporada seguida aqui e a expectativa é continuar melhorando meu jogo, crescendo nos fundamentos e ajudando a equipe. Mais uma vez nosso time vem forte, está sendo montado para buscar os títulos que formos disputar. A torcida pode esperar de mim e de todos os atletas muita dedicação, trabalho duro e vontade de vencer sempre. Queremos buscar esse bicampeonato da Superliga e teremos também o Sulamericano que é uma das nossas principais metas.”, disse o atleta.

Continuar...
CBV e técnicos definem que seleções não terão atividades em 2020
06 de julho de 2020

Após várias reuniões virtuais, debates e estudos, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e os técnicos das seleções masculina e feminina, Renan Dal Zotto e José Roberto Guimarães, estão completamente alinhados e definiram juntos que não haverá nenhum tipo de atividade com as equipes neste ano de 2020.

A ideia inicial era reunir os grupos no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), mas depois de ouvir especialistas e avaliar o atual momento da pandemia da COVID-19, a opção foi pelo cancelamento da programação.

Para que as seleções treinem no CDV, além dos atletas, são envolvidos comissões técnicas, médicos, profissionais da área administrativa, da parte de alimentação, além de todos os colaboradores habituais do centro.

Consciente da necessidade, o ex-técnico do EMS Taubaté Funvic Renan Dal Zotto, concorda com a decisão. \\\\\\\"Quando planejamos reunir o grupo em Saquarema a ideia era manter a chama olímpica acesa em cada um de nós. Estamos em um ano que voltou a ser pré-olímpico e, consequentemente, muito importante. Gostaríamos de ter um período onde os atletas pudessem estar juntos. Mas, é claro, diante da situação que estamos atravessando, se não é possível, não será feito. A saúde de todos está acima de tudo\\\\\\\", afirmou.

Do elenco taubateano que defenderá a equipe na temporada 2020/2021, são vários os atletas que regularmente servem a Seleção Brasileira nos últimos anos, como Lucão, Maurício Souza, Thales, Douglas Souza e Bruno Rezende.

O Brasil está classificado para Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 nos dois naipes.

Em relação ao calendário para os clubes brasileiros, o cenário é ainda não tem definições. A Superliga 2020/2021 deverá começar em outubro, segundo planejamento da CBV com os clubes. Já o Campeonato Paulista 2020 ainda não tem nenhuma previsão de início.

*Com informações da assessoria de imprensa da CBV

 

Continuar...
Lucão e Bruno Rezende querem repetir parceria vitoriosa no EMS Taubaté Funvic
30 de junho de 2020

Central e levantador já jogaram juntos por seis temporadas em diversos clubes e possuem história longa na seleção brasileira, incluindo o ouro Olímpico em 2016  

Vai crescendo a expectativa dos torcedores do EMS Taubaté Funvic pela volta do voleibol e o início efetivo dos treinos da equipe para a temporada 2020/2021. E dentre as novidades que a equipe apresentará em seu renovado elenco, evidentemente está a chegada do levantador Bruno Rezende.

Depois de várias temporadas – e conquistas – no voleibol italiano, Bruno retorna ao Brasil e pela primeira vez vestirá a camisa do EMS Taubaté Funvic. Em terras taubateanas, o levantador tem tudo para se sentir em casa.

“Conheço praticamente todo mundo do elenco, boa parte deles por conta da seleção brasileira. São muitos anos com o pessoal, treinando e jogando, então o ambiente é bem familiar para mim, e isso ajuda muito na questão do entrosamento”, destacou o levantador.

No Abaeté, Bruno terá em especial um companheiro de clube que há mais de 15 anos tem sido seu parceiro de time e de títulos: o central Lucão. Ambos jogaram juntos em diferentes clubes por seis temporadas. Foram três pelo Cimed, uma no Rio, uma no Modena, da Itália, e uma no SESI-SP.

“Eu e o Bruno desde 2004 temos uma ligação de clube ou uma ligação de seleção, em que a gente está jogando junto pelo menos um período do ano. Sem dúvidas é um dos maiores levantadores do mundo, tem uma história de conquistas que atesta isso. Tenho certeza que ele chega para somar muito ao Taubaté com sua capacidade técnica e experiência internacional”, comentou Lucão.

Além do Ouro olímpico em 2016, Lucão e Bruno conquistaram juntos pela seleção a Liga Mundial em 2009 e 2010, o Campeonato Mundial em 2010 e a Copa do Mundo em 2019. Em clubes, conquistaram a Superliga pelo Cimed e o campeonato italiano pelo Modena.

Lucão está no EMS Taubaté Funvic desde o início da temporada 2018/2019. Com a camisa taubateana, conquistou dois Paulistas (2018 e 2019), a Superliga 2018/2019 e a Supercopa 2019.

Continuar...
Vice-presidente do COB enaltece trabalho esportivo e educacional de Taubaté
24 de junho de 2020

Em recente entrevista, Marco La Porta teceu elogios ao sistema implementado por meio da EAFI/Sedes e do trabalho conjunto entre educação e esporte em Taubaté  

Em recente “live” realizada no último dia 22 de junho, o vice-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Marco La Porta, elogiou o Programa Escola de Atletas e Formação Integral, da Prefeitura de Taubaté.

O dirigente concedeu entrevista ao Prof. Georgios Hatzidakis, no instagram do Panathlon Internacional Brasil (@panathlon_brasil), e citou a EAFI como um programa-modelo na questão da disseminação do esporte e dos valores Olímpicos aos estudantes no Brasil.

O COB mantém o Programa Transforma, que funciona como um braço da entidade na busca para realizar essa conexão direta com os estudantes. “O COB vai até as escolas municipais e ensina o professor a como trabalhar os valores Olímpicos durante a sua aula.”, explica Marco La Porta, que relatou sua experiência ao conhecer o modelo taubateano de fomento ao esporte por meio da educação:  

“Estive lá em Taubaté e conheci a Escola de Formação de Atletas, que é um projeto muito bom da Prefeitura de Taubaté, e nós estamos implementando o (programa) Transforma lá. Eu fiquei muito impressionado com o trabalho que é feito em Taubaté. E lá eles tem uma grande vantagem, a Secretaria de Educação e a Secretaria de Esportes trabalham juntas. (...) Então é muito simples, tem que trabalhar esporte e educação juntos.”, disse.  

O dirigente do COB frisou que a EAFI é um modelo de programa esportivo escolar efetivo no Brasil. “Eles têm lá dentro da escola uma turma que é só de atletas. Eles passam por uma detecção de talentos, e as aulas são montadas em função dos horários de treino. Esse modelo me fez lembrar bem do modelo que vi na Rússia, quando estive lá fazendo um curso. O que mais me impressionou foi quando eles apresentaram os números da performance escolar da turma de alunos-atletas, era superior da turma normal.”, destaca La Porta.

O Programa Escola de Atletas e Formação Integral (EAFI) é destinado para alunos regularmente matriculados nas escolas da Rede Municipal de Ensino para prática de modalidades esportivas olímpicas como: handebol masculino, atletismo feminino e masculino, judô feminino e masculino, basquete feminino, tênis feminino e masculino, voleibol feminino e masculino. E outras modalidades não olímpicas, como futsal masculino e feminino, além de esportes que possuem equipes profissionais ou encontram-se em fase de montagem de equipes.

O Programa Escola de Atletas e Formação Integral (EAFI)  abrange também a inclusão socioeducativa, a formação de equipes de base dos times profissionais da cidade, e a integração entre famílias, comunidade e escola, com vistas a proporcionar o desenvolvimento integral dos alunos enquanto cidadãos. 

Continuar...
SUPERLIGA: CBV e clubes se reúnem virtualmente para avaliação da última temporada
17 de junho de 2020

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) manteve o calendário habitual, porém, desta vez, as reuniões acontecem de forma virtual devido a pandemia da COVID-19. Com isso, 11 clubes participantes da Superliga Banco do Brasil feminina 19/20 e 11 da masculina se reuniram na última segunda-feira (15/06) com a gestão da entidade para avaliação da temporada passada e já algumas primeiras diretrizes para a próxima.

No período da manhã aconteceu a reunião do naipe feminino. À Tarde o encontro virtual reuniu os representantes dos clubes do masculino. Estiveram representados EMS Taubaté Funvic (SP), Sada Cruzeiro (MG), Sesc (RJ), Sesi-SP, Vôlei Renata (SP), Fiat/Minas (MG), Apan Blumenau (SC), Vôlei UM Itapetininga (SP) e Pacaembu/Ribeirão Preto (SP).

Também participaram os representantes dos times que se classificaram através da Superliga B, Vedacit/Guarulhos (SP) e Uberlândia/Start Química/Gabarito (MG), e passarão a integrar a elite do voleibol na próxima temporada.

A Comissão de Atletas contou com o presidente, o levantador Raphael Oliveira, do EMS Taubaté Funvic. A equipe do Denk Academy Maringá Vôlei não participou.

As federações mineira, paulista e paranaense também tiveram representantes nas duas reuniões virtuais. 

 Liderada pelo superintendente da CBV, Renato D´Avila, a reunião foi considerada o saque inicial da nova temporada. 

\\\\\\\\\\\\\\\"Claro que tudo neste momento está sendo adaptado para a ocasião, para esta pandemia que estamos atravessando e que precisa ser respeitada. Por isso, nosso primeiro encontro aconteceu virtualmente e já foi bastante proveitoso para saber um pouco mais sobre a realidade de cada clube. Pudemos apresentar nosso cronograma de atividades daqui para frente e esperamos que seja possível cumpri-lo até chegarmos ao início da Superliga Banco do Brasil 20/21. Além disso, recebemos propostas interessantes dos clubes que serão analisadas pela CBV\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\", disse D´Avila.

Os trabalhos de planejamento para a próxima edição da Superliga já tiveram uma primeira etapa, onde está previsto que até o final de julho seja confirmada a lista dos clubes que disputarão a competição nos dois naipes. O planejamento prevê também que a Superliga 2020/2021 comece no mês de outubro.

Um próximo compromisso firmado entre CBV e os clubes está marcado para o dia 23 deste mês, quando acontecerá o envio de carta convite para participação na temporada 2020/2021.

Informações da assessoria de imprensa da CBV

 

Continuar...
EMS Taubaté Funvic e a Seleção Olímpica de 2016: Uma relação de Ouro
12 de junho de 2020

Dos doze jogadores que conquistaram o tricampeonato Olímpico nos Jogos Rio 2016, nove já defenderam ou atualmente defendem o time taubateano

O ano de 2020 era para ser um “ano Olímpico”. Infelizmente, a pandemia causada pelo Coronavírus atingiu em cheio o mundo do esporte, e os Jogos que seriam realizados este ano em Tóquio, no Japão, tiveram de ser adiados para 2021.

No vôlei, o Brasil chegaria – e com certeza chegará em 2021 – como grande candidato a mais um ouro. E isso nos faz lembrar da grande Seleção masculina que conquistou o tricampeonato Olímpico nos Jogos Rio 2016 naquela final mágica diante da Itália, no dia 21 de agosto, no Maracanãzinho. E nos lembra também da longa e vitoriosa relação entre nossos heróis dourados e o EMS Taubaté Funvic.

Pegando a lista dos 12 jogadores que fizeram parte daquela campanha vencedora, nada menos que nove deles já passaram ou atualmente estão no Taubaté. Ou seja, 75% do time que conquistou o Ouro tem relação direta com a história do EMS Taubaté Funvic.

Você lembra quem são eles, o período em que atuaram aqui, e quais títulos conquistaram? Confira o histórico de cada um dos Campeões Olímpicos de 2016 com a camisa taubateana:

Bruno Rezende (levantador): Primeiro reforço anunciado pelo EMS Taubaté Funvic para a temporada 2020/2021, o levantador tem longa trajetória na Seleção Brasileira, inclusive como capitão do time brasileiro. Vestirá a camisa taubateana pela primeira vez e tem como vantagem o fato de conhecer muito bem praticamente todo o atual elenco pelos anos de Seleção.

Eder (central): Defendeu o Taubaté na temporada 2016/2017, já com o status de campeão olímpico. Com a camisa taubateana, conquistou o Campeonato Paulista de 2016.

Lucão (central): Experiente e de currículo muito vitorioso com a Seleção e pelos clubes onde jogou, Lucão chegou ao EMS Taubaté Funvic para a temporada 2018/2019 com o status de Campeão Olímpico e um dos melhores centrais do mundo. Conquistou os títulos do Paulista de 2018 e 2019, a Superliga 2018/2019 e a Supercopa 2019. Tem contrato vigente com o clube e vai para sua terceira temporada.

Maurício Souza (central): Defendeu o Taubaté na temporada 2014/2015, quando conquistou o título Paulista de 2014. Retornou ao EMS Taubaté Funvic no início da temporada 2019/2020, conquistando o Campeonato Paulista 2019 e a Supercopa 2019.

Wallace (oposto): Chegou ao Taubaté após as Olimpíadas de 2016, e defendeu o clube valeparaibano por duas temporadas (2016/17, 2017/18). Foi bicampeão Paulista (2016 e 2017).

Lucarelli (ponteiro): Segundo atleta que mais tempo vestiu a camisa do EMS Taubaté Funvic – atrás apenas do levantador Rapha -, Lucarelli chegou ao time no início da temporada 2015/2016, e na campanha do Ouro Olímpico representou muito bem a equipe vestindo o uniforme brasileiro. Pelo Taubaté, conquistou cinco campeonatos Paulista (2015, 2016, 2017, 2018 e 2019) uma Superliga (2018/2019) e uma Supercopa (2019)

Douglas Souza (ponteiro): Era o mais jovem atleta do elenco campeão Olímpico. Chegou ao EMS Taubaté Funvic no início da temporada 2018/2019 e continua na equipe. Foi bicampeão Paulista (2018 e 2019), conquistou a Superliga 2018/2019 e a Supercopa 2019. Vai para sua terceira temporada consecutiva pelo Taubaté.

Maurício Borges (ponteiro): Anunciado como um dos novos reforços para a temporada 2020/2021, o ponteiro vestirá a camisa do EMS Taubaté Funvic pela primeira vez em sua carreira.

Lipe (ponteiro): O atleta teve duas passagens vitoriosas pelo EMS Taubaté Funvic. A primeira foi por duas temporadas – 2014/2015 e 2015/2016 – conquistando dois títulos Paulistas. Depois do Ouro na Rio 2016, teve uma passagem pelo exterior e posteriormente pelo SESI. Retornou à Taubaté e defendeu a equipe na última temporada (2019/2020), conquistando o Campeonato Paulista e a Supercopa.

A Seleção campeã Olímpica na Rio 2016 contou ainda com o levantador Willian, o líbero Serginho e o oposto Evandro. O time foi comandado pelo técnico Bernardinho.

Dante, o primeiro Campeão Olímpico em Taubaté
O histórico envolvendo o EMS Taubaté Funvic e a Seleção Brasileira na Rio 2016 é rico e nos enche de orgulho. Mas se voltarmos alguns anos na história do clube, a relação com os campeões olímpicos começa em 2014, com a chegada do ponteiro Dante.

Ele foi o primeiro atleta detentor de uma medalha dourada Olímpica a vestir a camisa do clube taubateano. Dante estava no grande time campeão nos Jogos de Atenas 2004, na Grécia, quando o Brasil conquistou o bicampeonato Olímpico.

Com a camisa do EMS Taubaté Funvic, Dante conquistou o Campeonato Paulista de 2014. Depois de uma temporada no clube, teve uma passagem no exterior, jogando no voleibol da Grécia, e retornou ao Taubaté para a temporada 2017/2018. Conquistou o Campeonato Paulista de 2017, e no ano seguinte, ao final da Superliga, anunciou sua aposentadoria aos 37 anos de idade.

Continuar...
De Dante a Lucarelli – A hegemonia do EMS Taubaté Funvic no Campeonato Paulista
09 de junho de 2020

Desde 2014 equipe conquistou todos os seis estaduais de forma consecutiva e se tornou 4º maior vencedor do Campeonato Paulista Masculino de Vôlei

Quando o assunto é Campeonato Paulista Masculino de Vôlei, o nome do EMS Taubaté Funvic é colocado na história da competição como um dos clubes mais vitoriosos do torneio.

Desde 2014 a equipe taubateana vem mantendo uma hegemonia que já dura seis anos, tendo conquistado de forma consecutiva os seis últimos Campeonatos.

Na lista histórica de clubes mais vitoriosos do estadual, o EMS Taubaté Funvic aparece como o quarto time com mais troféus. O líder da lista é o Suzano, com 10 títulos na história (1992, 1993, 1994, 1995, 1997, 1998, 1999, 2002, 2007 e 2008).

Depois vem o ADC Pirelli, de Santo André, com 7 conquistas (1981, 1982, 1983, 1984, 1985, 1986 e 1987). Em terceiro, está o EC Banespa, também com 6 títulos (1989, 1990, 1991, 2001, 2004 e 2005).

Primeira conquista: Voltando no tempo, em sua segunda temporada de disputas, o EMS Taubaté Funvic chegou ao inédito título paulista na edição de 2014 do estadual. Daquele time, o principal nome era o ponteiro Dante, que depois viria a encerrar sua carreira no próprio Taubaté em 2018.

Do atual elenco taubateano, o levantador Rapha e o central Maurício Souza também fizeram parte daquela equipe campeã e pioneira.

O título veio contra o SESI-SP, na final disputada em dois jogos. Na ida, em São Paulo, vitória taubateana por 3 sets a 0. Na volta, em Taubaté, nova vitória desta vez por 3 sets a 2.

O início da sequência histórica: Já no ano seguinte, 2015, o EMS Taubaté Funvic era uma realidade no voleibol nacional e com uma equipe bem reforçada, chegou ao bicampeonato estadual. Dentre os destaques individuais que compunham aquele time estavam o ponteiro Lucarelli e o central Otávio – que viriam posteriormente a conquistar o título da Superliga 2018/2019-, o ponteiro Lipe e o levantador Rapha, que é o único hexacampeão paulista individual. O título veio novamente contra o SESI-SP.

Em 2016 o tricampeonato veio com um time que contava também com o oposto Wallace como um dos destaques individuais. O terceiro título foi conquistado em mais uma série final contra o SESI-SP, com uma vitória para os paulistanos no primeiro jogo por 3 a 0, e vitória taubateana na segunda partida por 3 a 1. No Golden Set, o Taubaté fez 25 a 21 e levantou o caneco pela terceira vez consecutiva.

O ano de 2017 reservou ao Taubaté o tetracampeonato estadual com uma equipe muito qualificada. O elenco contava com nomes como Rapha, Wallace, Otávio, Lucarelli, e foi reforçada pelos estrangeiros Sebastian Solé (central argentino) e Marko Ivovic (ponteiro sérvio). Chegava ao time também o líbero Thales, que permanece na equipe até hoje e renovou seu contrato para mais uma temporada. O tetra desta vez veio contra o Corinthians-Guarulhos nas finais, com duas vitórias – 3 a 1 e 3 a 2.

Em 2018, o pentacampeonato foi conquistado pela equipe que viria a conquistar o inédito título da Superliga, em maio do ano seguinte. O elenco já demonstrava sua força, que ficaria evidente com a conquista do nacional alguns meses depois. A equipe contava com nomes de destaque internacional como Lucarelli, Douglas Souza, Facundo Conte, Rapha, Vissotto, Lucão e Thales.

A conquista do quinto título veio contra o velho e conhecido rival SESI-SP. No primeiro jogo, disputado em Taubaté, vitória do time da casa por 3 sets a 2. No segundo e decisivo jogo, em São Paulo, o SESI venceu por 3 sets a 1 e forçou o “Super Set”. Vitória taubateana por 25 a 20 e mais um troféu para a cidade.

Ano passado, o hexa veio em uma série final muito equilibrada diante do Vôlei Renata Campinas. O time campineiro venceu o primeiro jogo, em Taubaté, por 3 a 2. Na volta, em Campinas, o EMS Taubaté Funvic devolveu a derrota também por 3 a 2, e forçou o Super Set. Com uma exibição consistente, o Taubaté fechou em 25 a 22 e levou o sexto troféu de Campeão Paulista para casa. 
Continuar...
ENTREVISTA: Douglas Souza relembra conquista inédita da Superliga com o Taubaté
28 de maio de 2020

Há um ano, ponteiro ajudava o EMS Taubaté Funvic na conquista do primeiro título nacional do clube. Atleta vai para sua terceira temporada com a camisa taubateana

O dia 11 de maio de 2019 já está cravado na história do voleibol como a data em que o EMS Taubaté Funvic venceu o quinto e decisivo jogo da série final da Superliga masculina de vôlei 2018/2019, e conquistou seu primeiro título nacional.

Não só na noite da vitória sobre o SESI-SP por 3 sets a 1, em Suzano (SP), mas como em toda aquela temporada, um nome importante para a equipe foi o do ponteiro Douglas Souza. Na ocasião, ele estava em sua primeira temporada no Taubaté, e foi uma das peças decisivas nos playoffs.

Celebrando um ano daquela conquista, conversamos com o atleta que se prepara para disputar sua terceira temporada com a camisa do EMS Taubaté Funvic.

As finais da temporada 2018/2019 contra o SESI-SP marcaram muito, mas a classificação veio em uma surpreendente sequência de 3 a 0 contra o forte Sada Cruzeiro nas semifinais. A que você atribui aquela classificação de certa forma “fácil” diante do rival mineiro, já que a expectativa é de que também fossem necessários cinco jogos para definir quem avançaria?

Douglas Souza - Toda a expectativa de ter cinco jogos na fase semifinal daquela Superliga veio da temporada anterior e dos jogos que nós fizemos contra eles na edição 2018/2019. A nossa classificação com três jogos a zero contra eles foi fruto do nosso momento, que era muito bom. Nas quartas de final nós já tínhamos apresentado um jogo muito sólido. Outro ponto é que nós tínhamos passado dificuldades durante a temporada, momentos em que o time não se apresentou tão bem, então quando chegamos para a decisão da vaga na final, nós estávamos de certa forma calejados e focados em não deixar mais nada de errado nos atrapalhar. O Sada nos pressionou, os jogos foram muito equilibrados, mas nosso momento era melhor.

Você era um dos novatos naquela equipe que se tornou Campeã inédita da Superliga. Qual foi a sensação ao término do quinto jogo em Suzano?

D.S. - Foi minha primeira temporada aqui e já com o título inédito para a cidade. Para nós, e para mim, foi uma conquista muito especial pelas dificuldades que passamos, questões extra quadra que também foram duras de serem superadas. Senti que em alguns momentos a própria torcida não estava mais acreditando em nós, então quando conseguimos tirar essas forças sei lá de onde, e conquistar o campeonato, a sensação foi de enorme alegria. Para mim esse título é histórico também, pois foi meu primeiro na Superliga e por um time de uma cidade que eu adoro, me identifiquei muito com Taubaté. Os torcedores abraçam o time e nos respeitam demais, mesmo quando o jogador é novo na equipe, ele recebe essa positividade.

A série final contra o SESI-SP foi equilibrada do início ao fim. Como foi lidar com a pressão, por exemplo, de ser derrotado já no primeiro jogo?

D.S. - Nosso time estava muito acostumado com situações difíceis naquela temporada. Apesar do primeiro jogo nós termos perdido, jogando em São Paulo, sabíamos que a série era longa e dava para reverter tranquilamente. O andamento da série final foi equilibrado, e o que fez a diferença foi a nossa confiança. Nós estávamos focados, jogando bem e o elenco era formado por atletas acostumados a momentos de decisão e pressão.

O que mais ajudou a superar esses momentos de pressão na fase decisiva?

D.S. - O que ajudou foi a resiliência do grupo e a confiança que cada um tinha no outro. Nossa equipe chegou às finais com um sentimento de companheirismo muito grande, e o time como um todo, incluindo a comissão técnica e o pessoal de apoio do clube, todos estavam num sentimento único de vitória. Sem dúvidas esse clima refletiu dentro de quadra.

Você recebe sempre muito carinho da torcida do EMS Taubaté Funvic. Quão importante é esse apoio deles para vocês nos jogos, e especialmente em partidas decisivas?

D.S. - A torcida do Taubaté é simplesmente sensacional. Mesmo o pessoal que não conseguiu ir até Suzano ver os jogos das finais, eles acompanharam pela TV e nos mandavam muitas mensagens de apoio pelas redes sociais em todos os jogos. Isso realmente nos deu, e dá, muita força. Vemos torcedores do Taubaté que viajam longe, até para outros estados para ver nossos jogos, isso é espetacular, então é uma torcida diferenciada sim, que joga junto com o time.

De toda a temporada 2018/2019, quais fatos ou passagens mais te marcaram até a conquista do inédito título da Superliga?

D.S. - Foi muito marcante a minha torção no tornozelo. No terceiro jogo da série final eu acabei torcendo, e fiquei extremamente chateado, mas são coisas que acontecem, faz parte do esporte. Graças ao nosso fisioterapeuta Miguel Ambrósio, consegui me recuperar a tempo de ajudar no último jogo. Sou muito grato a ele, pois trabalhamos bastante, fizemos um tratamento intensivo e deu tudo certo. No quinto jogo eu estava melhor e confiante de que poderia ajudar o time. Nós jogamos muito bem e vencemos, foi a coroação de uma temporada muito dura, de momentos complicados para nós, mas que conseguimos superar dentro e fora de quadra e levantar esse título.

O que você espera da temporada 2020/2021 jogando pelo EMS Taubaté Funvic?

D.S. – Estou muito feliz de defender o Taubaté. Vou para minha terceira temporada aqui, e a expectativa é continuar melhorando meu jogo, crescendo nos fundamentos e ajudando o time. Mais uma vez nossa equipe vem forte, está sendo montada para sempre para buscar os títulos que for disputar. A torcida pode esperar de mim e de todos os atletas muita dedicação, trabalho duro e vontade de vencer sempre. Queremos buscar esse bicampeonato da Superliga e teremos também o Sulamericano que é uma das nossas metas. Será uma temporada difícil, mas vamos com tudo para buscar esses objetivos.

Perfil
Nome: Douglas Souza
Posição: Ponteiro
Idade: 24 anos
Natural de Santa Bárbara d’Oeste (SP)
Altura: 1,99m
Está no EMS Taubaté Funvic desde 2018
Títulos pelo clube: Bicampeão Paulista (2018/2019); Campeão da Superliga 2018/2019; Campeão da Supercopa 2019.
Principais títulos com a Seleção Brasileira: Medalha de Ouro nas Olimpíadas Rio 2016; Copa do Mundo 2019.

 

FOTOS: Renato Antunes / Maxx Sports Brasil

Continuar...
Ponteiro Renan Bonora renova por mais uma temporada com o EMS Taubaté Funvic
20 de maio de 2020

Um dos atletas mais jovens do elenco teve papel importante no time e continuará vestindo a camisa taubateana nos compromissos da temporada 2020/2021

O EMS Taubaté Funvic continua preparando seu elenco para a próxima temporada do voleibol e renovou contrato com o jovem ponteiro Renan Bonora.

O atleta de 22 anos renovou seu vínculo com a equipe taubatena e vai para sua segunda temporada defendendo a camisa do EMS Taubaté Funvic.

Renan chegou ao clube no início da temporada 2019/2020, como uma das apostas do então técnico Renan Dal Zotto – agora Diretor Técnico da equipe. Seu último clube havia sido o Vôlei Renata, de Campinas (SP).

O atleta se adaptou bem ao ambiente taubateano, e logo demonstrou que ajudaria muito a equipe. No Campeonato Paulista, quando parte do elenco estava com a Seleção Brasileira, Renan foi peça importantíssima na campanha resultou no hexacampeonato para o EMS Taubaté Funvic.

Na Superliga, foi bastante utilizado por Renan Dal Zotto e conquistou seu espaço, ajudano o time na campanha que resultou na 1ª colocação geral, garantindo assim a equipe no próximo Campeonato Sul-Americano de Clubes. Renan também esteve na conquista da Supercopa.

O ponteiro comentou sobre a alegria em renovar sua permanência no EMS Taubaté Funvic: “É muito bom pode estar no EMS Taubaté Funvic para mais uma temporada. Sem dúvidas desde que cheguei cresci bastante como atleta, a vivência com atletas de alto nível, que estão sempre na Seleção, acrescenta muito. Meu rendimento melhorou bastante sob comando do Renan Dal Zotto. Estou animado para retomarmos os trabalhos e dar meu melhor para ajudar minha equipe. Tenho certeza que o torcedor do Taubaté vai novamente ver em quadra uma equipe muito forte e que vai em busca dos títulos”, disse.

PERFIL DO ATLETA
Nome: Renan Bonora
Posição: Ponteiro
Idade: 22 anos
Altura: 1,93m
Está no EMS Taubaté Funvic desde 2019
Clubes anteriores: Vôlei Renata Campinas (SP)

Continuar...
Ponteiro Maurício Borges é novo reforço do EMS Taubaté Funvic para temporada 2020/21
18 de maio de 2020

Campeão Olímpico na Rio 2016, atleta chega como novidade para a equipe que terá como principais metas a busca pelos títulos da Superliga e do Sul-Americano

O EMS Taubaté Funvic vai contar com mais um reforço Olímpico para a próxima temporada 2020/2021. Trata-se do ponteiro Maurício Borges, de 31 anos.

Dono de um currículo de muitos títulos pelos clubes por onde passou e pela Seleção Brasileira, o atleta de 2,00m de altura é mais uma novidade da equipe taubateana que a partir da próxima temporada será dirigida pelo técnico argentino Javier Weber.

Até a última edição da Superliga masculina, encerrada no último mês de abril, Maurício Borges defendeu o SESC-RJ, equipe que encerrou a competição na 3ª posição.

Em Taubaté, Maurício Borges tem tudo para se sentir em casa, já que reencontrará diversos companheiros de Seleção Brasileira, como os centrais Lucão e Maurício Souza, o ponteiro Douglas Souza e o levantador Bruno Rezende. Sobre esse ambiente familiar para ele, o ponteiro destacou:

“Com certeza fica mais fácil se adaptar a um novo time com tantos amigos e jogadores que eu já conheço da Seleção. Esse fator é muito positivo para todos nós, então temos que tirar proveito disso e chegar ao nosso melhor a cada dia de treino e em cada jogo.”, disse.

Sobre sua vinda para o EMS Taubaté Funvic, Maurício Borges comentou que se sentiu muito feliz de confirmar seu acerto com a equipe por diversos fatores que envolvem o projeto do voleibol na cidade.

“Dentre os motivos muito positivos que me fizeram aceitar esse desafio de vestir a camisa do Taubaté estão o fato do projeto ser muito sólido, contando com o apoio de patrocinadores e também da própria cidade, que tem um público fanático, que dá muito apoio ao time. Isso tudo me deixou muito à vontade para escolher o EMS Taubaté Funvic”, afirmou Maurício.

O ponteiro disse estar muito animado para se apresentar ao clube e se juntar à equipe. Sobre o time que vem sendo montado para a temporada 2020/2021, o atleta também teceu elogios.

“Fico muito feliz de estar num time que está sendo preparado para entrar em todos os campeonatos para brigar diretamente pelo título. Sem dúvidas o desafio é manter o alto nível de jogo, e buscar os títulos da Superliga e do Sul-Americano, que seria um passo inédito e de extrema importância para o EMS Taubaté Funvic. Com certeza o torcedor pode esperar tanto de mim quanto de todos os companheiros de equipe uma entrega total, e vamos em busca desses objetivos”, comentou.

Curriculo vitorioso
Maurício Borges chega ao EMS Taubaté Funvic carregando um currículo recheado de títulos e muita experiência.

Atuando pelos clubes que defendeu anteriormente, o ponteiro conquistou dois títulos da Superliga: na temporada 2006/2007 integrando o Minas Tênis Clube (MG); e na temporada 2011/2012 atuando pelo Sada Cruzeiro (MG).

Com a camisa da Seleção Brasileira, foram diversos títulos nas categorias de base, e no time adulto o grande destaque é para a medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Maurício também conquistou a Copa do Mundo 2019, o Ouro nos Jogos Pan Americanos de Guadalajara 2011, a Liga Mundial de 2010 e a Copa dos Campeões de 2013. 

Clubes que já defendeu: Minas Tênis Clube (MG), E.C. Pinheiros (SP), Sada Cruzeiro (MG), Arkas Izmir (Turquia), SESI-SP e SESC-RJ.

PERFIL DO ATLETA
Nome: Maurício Borges
Posição: Ponteiro
Idade: 31 anos
Natural de Maceió (AL) 
Altura: 2,00m
Último clube: SESC-RJ
Clubes anteriores: SESI-SP, Arkas Izmir (Turquia), Sada Cruzeiro (MG), E.C. Pinheiros (SP) e Minas Tênis Clube (MG).

Continuar...
Obrigado Carísio, Petrus e Matheus
15 de maio de 2020

Agradecemos imensamente ao levantador Carísio, ao central Petrus e ao ponteiro Matheus pela dedicação e profissionalismo exemplar com que defenderam a camisa do EMS Taubaté Funvic na última temporada.

O trio ajudou a equipe nas conquistas do Campeonato Paulista, da Supercopa e na brilhante campanha na Superliga, levando a equipe à primeira posição.

Nos despedimos desses jovens valores do voleibol nacional desejando sucesso e conquistas na sequência de suas respectivas carreiras. Valeu!

Continuar...
PATROCINADORES MASTER
PATROCINADORES
Apoiadores
Plano de Saúde Oficial
Fornecedor de Uniforme Oficial